Terça, 18 de Maio de 2021 19:32
17 99131-2145
Brasil Brasil

Novo chefe da PRF trava disputa com União por prejuízo de R$ 50 mil

Silvinei Vasques, nomeado diretor-geral em abril, foi condenado em 2017 por agredir frentista e obrigou governo a pagar a indenização

02/05/2021 10h55 Atualizada há 2 semanas
Por: Maria Mandú Fonte: R7
Silvinei aguarda decisão do TRF-4 desde 2019 - (Foto: Reprodução/SINPRF Paraná)
Silvinei aguarda decisão do TRF-4 desde 2019 - (Foto: Reprodução/SINPRF Paraná)

Nomeado diretor-geral da PRF (Polícia Rodoviária Federal) há pouco menos de um mês, Silvinei Vasques foi condenado pela Justiça Federal de Santa Catarina, em 2017, a ressarcir a União em cerca de R$ 50 mil após a agressão a um frentista em 2000.

O servidor, desde então, recorre da decisão para evitar a devolução dos recursos aos cofres públicos, de onde saiu o dinheiro, em 2013, para arcar com a indenização ao profissional do posto de gasolina.

O caso aconteceu há 21 anos. O histórico do documento publicado na justiça catarinense explica que Silvinei e outros policiais rodoviários pararam cinco viaturas em um posto de gasolina, no município de Cristalina (GO), a 280 km de Goiânia. O hoje diretor da Polícia Rodoviária Federal agrediu o frentista que se recusou a limpar os carros.

“Após abastecê-las um dos patrulheiros quis obrigar o requerente a deixar o seu serviço para lavar as viaturas, norma proibida pela direção do posto. Diante da recusa do requerente, um dos policiais passou a espancá-lo, com a ajuda de um segundo policial, desferindo vários socos em seu abdômen e em suas costas”, diz trecho da decisão.

Após a condenação, Silvinei entrou com uma apelação no TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), em 2019, e aguarda definição do caso. É possível, inclusive, que com o período de retroatividade da decisão, a decisão ultrapasse o valor antes previsto em esfera estadual de R$ 50 mil. 

Questionada pela reportagem, a Polícia Rodoviária Federal ainda não se posicionou sobre o caso envolvendo o diretor-geral. Assim que houver uma resposta, o conteúdo será acrescentado à matéria imediatamente.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, nomeou em 6 de abril Silvinei para diretor da Polícia Rodoviária Federal. Silvinei, hoje com 46 anos, entrou na corporação em 1996. Antes de assumir o cargo de diretor-geral, ele trabalhava no Rio de Janeiro.

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.